Inhotim

30/12/2015 Nenhum comentário

O Instituto Inhotim é um local maravilhoso. Isso é tudo o que eu tenho a dizer. De acordo com o site oficial do museu, o local é singular e conta com "um dos mais relevantes acervos de arte contemporânea do mundo e uma coleção botânica que reúne espécies raras e de todos os continentes. "

Já de acordo com nossa querida Wikipédia o local pode ser considerado o maior centro de arte ao ar livre da América Latina. Está localizado na cidade de Brumadinho, uma cidade que fica a 60km de Belo Horizonte (Minas Gerais)

Partindo de BH a viagem demorou uma hora e meia mais ou menos. Chegamos e estacionamos o carro em um estacionamento ENORME! Quando chegamos estava quase vazio, mas quando estávamos saindo tinha até ônibus por lá!! O estacionamento estava completamente cheio.

Tinha muitos gringos por lá, pelos menos eu vi bastante. Toda vez que eu ouvia alguém falando uma língua diferente eu ficava com vontade de ir perguntar de onde era, mas eu não tive coragem :(

Agora vamos às fotos. A maioria são dos jardins e não das obras de arte.







Essa foto acima é do G7, a galeria da Adriana Varejão. Uma das minhas favoritas. Recomendo.

Na sala da foto acima, estavam espalhadas diversas caixas de som, cada uma saindo um som diferente, uma voz diferente que juntas formavam um coral. Foi o meu lugar favorito de todos.

Se você gosta de orquídeas visite o Vandário. Lá estão reunidas cerca de 250 (senão me engano) orquídeas do grupo das Vandáceas.

Essa foto acima é uma visão de dentro da foto abaixo, só que sem uma pessoa na outra ponta.


O local é tão grande que você precisa de um mapa. É realmente enorme. Fiquei um dia inteiro e não consegui visitar tudo. Terei que voltar outra vez. Ah! E se prepare para uma boa caminhada porque lá dentro você vai andar bastante.

Mas no fim vale a pena. A paz que eu senti nos jardins foi sensacional e tentar entender o que os artistas quiseram passar com cada obra foi um desafio interessante. Perto de cada atração tem placas explicando tudo. Inclusive os jardins. Cada árvore tem uma placa.

Eu encontrei gringos, esquilos, macacos, flores lindas, lagos com cores hipnotizantes e um pouco assustadores, obras bem interessantes e descobri que estou enferrujada, tenho que voltar a malhar porque no fim do dia eu estava totalmente acabada.

O preço do ingresso varia com o dia e o tempo que o museu fica aberto também.

Eu recomendo MUITO que vocês visitem Inhotim um dia. Sério.  Por enquanto é só o que eu tenho a dizer.

Me desculpem pela falta de posts. Mas eu realmente queria tirar as férias para poder relaxar. A escola está acabando comigo e eu precisava de uns dias para colocar as séries em dia e poder dormir. O blog vai ficar meio abandonado mesmo, mas como é só um hobbie, tudo bem né?!

Beijos e até o próximo post~

Não Para - Ivo Mozart

23/12/2015 Nenhum comentário

Fé e pensamento positivo
Pra alegria ser nossa rotina
Vamos dar todos os motivos
Deixar o coração criar a rima

Nunca deixe entristecer o seu sorriso
Não deixe pra amanhã o que é preciso
Pra acreditar que a vida vale a pena
Mostre sua força, esqueça seus problemas

Sorria mais, transmita paz
Não desista jamais
O mundo não para de girar
Porque você está triste

Aceite o tempo
Tudo tem sua hora
Se ainda não chegou
Não desista agora

Pois só quem acredita
Pode alcançar
Te dou um novo dia
Pra você acreditar

Não para quando a vida disser não
Não para segura a minha mão
Se a gente ficar junto então ta tudo bem
Pode contar comigo pro que der e vier



Finalmente entrei de férias! Vão ser apenas 15 dias e depois as aulas já voltam (temos que repor o tempo perdido durante a greve :P ) e por isso talvez eu não poste muito, porque né gente, apenas 15 dias. Muitas séries para colocar em dia hehehe. Boas festas de fim de ano para vocês!

Beijos e até o próximo post~
20/12/2015 Nenhum comentário
“Que você sinta a validação de sua beleza externa, mas também chegue ao mais profundo objetivo, que é ser bonita por dentro.”
Lupita Nyongo


Saudades da minha antiga eu

14/12/2015 Nenhum comentário

Em certos pontos eu evoluí bastante esse ano e estou muito orgulhosa de mim mesma. Mas em outros pontos eu estou muito decepcionada comigo mesma o que me fez sentir muita falta da minha antiga eu.

Eu estou muito tímida, estou ficando nervosa para falar em público, estou insegura comigo mesma, não tomo mais frente em nada sendo que antigamente eu liderava tudo. Eu estou com saudades da Duda segura de si, que não tinha medo de falar em público, apenas de cantar , mas mesmo assim cantava na frente de toda a escola. Eu não me importava muito com o que os outros iam pensar e me vestia como eu queria. Olhando para trás eu penso “como minha mãe me deixava sair com o cabelo assim” (olhando as fotos hoje eu percebo como meu cabelo era horrível coitado) ou “com essa roupa” ou ainda com uma flor gigante que eu tinha de enfeite e nem sei onde foi parar. Devo ter perdido na mudança, junto com a antiga eu.

Tentei voltar a ser como era antes, mas não é assim tão simples. Não consegui. Acho que não é possível. Quer dizer, possível deve ser, mas bem complicado. Tudo o que eu vivi me fez ser quem sou hoje. Arrependo-me de algumas coisas, mas até gosto um pouco da minha eu atual.
Um pouco só, esse é o problema. Amo a minha antiga eu. Bem organizada, líder, sem tanta timidez, que gostava de si mesma. Queria saber aonde essa menina foi parar, porque aqui não está mais. E olha, ela faz falta viu.
Recentemente tenho sentido falta da minha antiga eu, mas olhando no meu celular achei uma nota escrita lá no começo do ano. Acho que essa saudade não é recente não viu:
Eu mudei. Por que eu mudei? Não sei. Pessoas mudam. Como eu mudei? Também não sei dizer. Só sei que sinto falta da minha antiga eu. Hoje pelo menos. Ontem já não era assim. Eu estava feliz por ser quem eu sou. Agradecendo por ter mudado, feliz por essa mudança, sem saudades. Mas hoje.... A saudade bateu com força. Não sei o porquê dessa saudade. A atual eu é tão maravilhosa quanto a minha “versão antiga”. Eu só sinto falta de quem já fui. Mesmo que eu tente não consigo voltar a ser como era antes. Depois que você muda é difícil (para não dizer impossível) voltar atrás. Talvez eu seja uma mistura da minha antiga eu com a minha atual. Só não consegui mesclar as duas ainda.



Fotos aleatórias (Novembro/2015)

04/12/2015 Nenhum comentário
Novembro foi um mês com muitas festas, e muitaaaaaaa coisa para estudar.


Fui com a minha mãe, meu irmão e uns amigos no circo depois de anos sem ir. É algo realmente mágico né?! Exceto pelos palhaços, não gosto muito deles não, eles me assustam :P





Estou ficando cada vez mais apaixonada em observar o céu. É algo lindo demaaaaaiss da conta! Esse mês me presenteou com um pôr-do-sol mais belo que o outro <3

Fui em uma festa com buffet infantil e fui na piscina de bolinhas. Fazia 5 anos mais ou menos que eu brincava em uma piscina de bolinha haha. É MUITO BOM! Também fui na cama elástica e naquele brinquedo onde você tem que acertar a bolinha no botão para derrubar a pessoa, sabe?!

Minha criança interior ainda está aqui bem viva haha


Venho por meio deste post declarar o meu amor por delineador. ESSA COISA É MARAVILHOSA DEMAIS! Demorou um tempo para aprender a usar sem ficar uma ~verdadeira bosta~ , mas agora está tudo ok, nós já nos entendemos hehehe.
Dá vontade de usar, todo dia, toda hora. Me sinto tão poderosa de delineador >.<

Não tirei fotos das festas, mas esse mês rolou festa de 15 anos (a última do ano, snif) , e também a festa de aniversário da minha mãe. Ah, e teve churrasco com direito à piscina também. Tudo muito bom.

Agora vou voltar para meus estudos porque tenho trabalhos para apresentar e um monte de provas para estudar. Beijos.




Cheirinho de livro novo

10/11/2015 Nenhum comentário
Não tenho nem palavras para expressar todo o meu amor por livros e por isso me identifiquei muito com esse texto que vi lá no Depois dos Quinze. Espero que vocês gostem, ele expressa realmente tudo o que eu sinto e faço haha

Você esperou um tempo enorme por esta continuação. Várias vezes, fantasiou o final perfeito para o personagem principal, o destino inusitado que o vilão merecia e as tantas respostas em aberto que o autor deixou para resolver ali, perto da última página. As teorias estavam todas em sua mente, esperando pelo desfecho que iria comprová-las – ou não.
Durante várias aulas, sua atenção viajou para o enredo fantasioso da história que você levava na mochila. E a vontade de pegar o livro e lê-lo bem ali? Era melhor não arriscar. Perdê-lo não parecia uma opção considerável. Tudo menos isso! Mesmo com os empecilhos, sua mente continuava presa na aventura da personagem principal, em seus amores-nada-resolvidos e em todos os dramas a resolver. Até parece que vocês estavam enfrentando tudo juntas. Você, leitora, como peça fundamental da trama que se desenrolava no papel.
O momento certo para lê-lo envolvia todo um de ritual especial. Correndo para colocar o pijama quentinho, você fazia um chocolate quente ou preparava o suco com gelo (ué, tudo depende do clima!). Se aconchegava da melhor forma possível no espaço mais confortável de casa e, pronto, finalmente era hora de virar a página. Quem é que precisa de festas, mesmo? Não havia sensação melhor.
Tudo bem, eu conheço o seu segredo. Você deixou o livro de lado, guardou-o na gaveta da mesinha de cabeceira e fingiu que ele não estava lá. Tudo isso só para não ter que acabar de lê-lo de uma só vez. É claro que você poderia reler quando quisesse, mas a primeira leitura é sempre a mais marcante. O primeiro confronto, com todas aquelas palavras juntas, que faziam um sentido completamente novo para os seus olhos (e também pro coração). A surpresa com a sequência dos acontecimentos, as primeiras risadas com as partes mais engraçadas dos capítulos. Depois de um tempo, você decorou todas.
Em conversas, você dizia que a história era mesmo muito boa. Anotou as frases mais bonitas em seu caderno e elas viraram uma porção de legendas nas fotos do seu Instagram. Mas, opa! Fez propaganda demais… Ao menor questionamento se poderia emprestar ou não, já surgia um arrependimento: poxa, mas e se as orelhas da capa ficarem alargadas? E se as páginas dobrarem? E se, ai não, acabar caindo café em cima? Tudo bem, tá certo. Vale a pena desapegar de uma história boa dessas se for para ela tocar outra vida também.
Mas você só empresta se a pessoa prometer cuidar do livro assim como você cuida. Se importar com a obra como você se importa. Se envolver tanto quanto você se envolve. E, bom, seria ótimo se o livro continuasse com cheirinho de novo… É pedir demais?
Autora: Au Sonsin , texto lido aqui!

Fotos aleatórias #Outubro2015

02/11/2015 2 comentários
Selfie. Esse mês foi mais um mês cheioooo de selfies... Por isso o post tem poucas fotos...

Em outubro rolou aniversário de criança, halloween e horário de verão com direito a assistir o nascer do sol todo dia <3



Chego mais cedo na escola , subo até o último andar, coloco músicas bem calminhas pra tocar e fico apenas admirando <3

Teve experiência sobre ácidos na aula de Química



Eu estava tirando fotos no espelho e essa menina apareceu. O vestido com uma cor bem próxima ao da cor da flor rosa mais escura. Juro que ela parecia uma florzinha que criou pernas e saiu andando.


Não tirei nenhuma foto na festa de Halloween :/ 

Bom, é só isso! Espero que tenham gostado das fotos :)

ps.: Me desculpe pela falta de post, estou apertada com as coisas de escola :/

Beijos e até o próximo post~


Coisas que nunca vivi (ou evitava viver)

15/10/2015 Nenhum comentário

Imagem relacionada

Eu tenho uma personagem, Uma versão de mim mesma, já adulta, vivendo o agora também mas de um jeito totalmente diferente do meu, Ela também é totalmente diferente de mim. Eu a criei. Criei para ser diferente de mim, para ser o que eu não sou. Minha personagem. Minha amiga. EU. Com ela faço tudo o que não posso fazer ou não tenho coragem suficiente para fazer. Ela é o que eu gostaria de ser mas não serei, por medo talvez, não sei. Essa minha personagem realiza coisas que quero viver mas evito, ou que acho que nunca viverei. É com se fosse um sonho sim, mas ela tem toda uma história pois eu inventei. Podem achar isso meio louco, mas quem escreve entende. Ela é real para mim.

 Mas enfim, voltando ao assunto: ela realiza coisas que eu não tenho coragem, evito, ou acho que nunca viverei. Foi com essa lógica que o Tavião criou o canal Coisas que nunca vivi (ou evitava viver).  Ele olhou pra trás e viu que não tinha feito tanta coisa assim na sua vida e que não possuía tantas lembranças, então decidiu a viver coisas que ele nunca tinha vivido antes, ou que ele até mesmo evitava viver... Como por exemplo:






Achei a ideia super legal e fico muito alegre vendo os vídeos pois é algo muito simples que todos devíamos fazer: pequenas coisas que nunca vivemos e deveríamos tentar viver, como por exemplo comprar uma cama de casal (mesmo sendo solteiro).

Gostei muito da iniciativa, recomendo o canal e recomendo também que vocês façam pequenas coisas assim, bem simples mesmo, mas que podem trazer bastante alegria pra sua vida. Se desconectem um pouquinho só e vivam mais :)

Beijos  até o próximo post~

Escutem :)

14/10/2015 Nenhum comentário

“Todas as pessoas grandes foram um dia crianças – mas poucas se lembram disso.”( O Pequeno Príncipe)

12/10/2015 2 comentários

Definiram que na categoria criança, entram pessoas de idade x até y. Pura mentira... Todos somos crianças, todos, cada um de nós. Aquela pessoinha que éramos ainda está dentro de cada um de nós. Pelo menos eu ainda sou criança (não importa quantas vezes as pessoas falem "nossa, 15 anos , agora já é mocinha". Sou criança e sempre serei). Sempre me empolgo com brinquedos e brincadeiras, muitas vezes mais do que as próprias crianças que hoje em dia são tão ~tecnológicas~. Sempre piro quando vejo uma cama-elástica, um parquinho com balanço, escorregador e gangorra. Nas festas de crianças entro na batalha junto com os pequeninos para pegar os doces. Nossa, eu sou uma criançona, e quando ficar adulta serei apenas mais criança ainda... Brinquedinhos,desenhos, doces, filmes "de criança", imaginação fértil, pirraça (me dá um desconto vai, pirraça faz parte u.u)... Enfim. Ainda sou criança e espero sempre ser. Crianças são tão inocentes, tão puras, precisam de tão pouco para se alegrarem sabe... Quando morava em condomínio e a gente não tinha brinquedo, inventávamos uma brincadeira e estava tudo bem. Qualquer coisinha servia para diversão... Ser criança é maravilhoso. “Todas as pessoas grandes foram um dia crianças – mas poucas se lembram disso.”( O Pequeno Príncipe). Não se esqueça da criança que um dia você foi...
Feliz dia das crianças Emoticon smile

Apenas gostei

09/10/2015 1 Comentário
IMG_5169-1
Na nossa vida. Um blog fofo e que me traz paz. Adoro. Recomendo. Li lá o seguinte texto e já adianto : se você gostou é só entrar lá no blog (clicando aqui) e se aventurar pelos tantos outros textos, fotos lindas e muitas outras coisas. Espero que gostem. Eu gostei.

"A verdade é que, na vida, nós apenas somos obrigados a uma coisa: ser quem a gente é.

Você vai nascer e vai um dia resolver engatinhar, falar e até não mais precisar de fraldas. Tudo isso ao seu tempo. Você vai entrar para escola, vai gostar das matérias que mais se identificar, escolher um esporte, uma cor preferida, uma roupa da moda para experimentar, colecionar alguma coisa.. ou não. Você também poderá se viciar em video games, ficar fã de alguma banda, ser rebelde e adorar alguma série, ou também não. Os seus amigos vão arranjar namoradinhas, fugir de casa, ir para porto seguro e você pode resolver ficar no seu bairro mesmo. Você irá testar novas amizades, defender uma ideologia, já saber o que quer ser quando crescer, ou não. Você poderá escolher dar- se um tempo, viajar, aprender uma nova língua, conhecer outras culturas, fazer um trabalho só para juntar dinheiro. Você pode decidir não largar tudo, ficar por aqui mesmo e seguir a sua sonhada carreira com carteira assinada com jornadas de 8 horas de trabalho e no final do ano, tirar umas férias. Ou não. Você irá amar quem você quiser amar. Decidirá ter um cachorro, gato, coelho ou uma galinha. Pensará em parar de comer carne, passar batom vermelho, não usar salto alto ou não terá a mínima vontade de fazer um instagram. Pensará em ter filhos, comprar uma casa, começar um novo hobby, casar com véu, se converter a uma religião, começar yoga, comprar uma bolsa preta básica, criar um blog, alisar, enrolar, raspar o cabelo… Ou também não. 11878939_883440631691409_5857535536728488242_o
Mas, faça ainda melhor do que se permitir. Permita que as pessoas sigam os caminhos que desejam, sonham, defendem e escolheram como suas verdades. Faça o que quiser da sua vida. Seja quem você quer ser. A pessoas estarão fazendo o mesmo por elas."
Beijos!





Fotos aleatórias #setembro2015

07/10/2015 Nenhum comentário
A greve finalmente acabou. Minha rotina agitada voltou. E o tempo está passando bem rápido. Preguiça. Sono. Ainda não me acostumei com acordar cedo novamente. Terminei uma coleção de livros muito boa (na verdade não terminei, porque ainda falta lançar o último livro) , Trono de Vidro, recomendo muito essa série literária.

Estou um pouco atrasada com o post de fotos aleatórias do mês de setembro, mas né, fazer o que?!

Ouvindo enquanto faço o post : álbum Troco Likes - Tiago Iorc

Em setembro tirei pouquíssimas fotos então o post será bem curtinho. Apenas passando para dar um oi, e dizer que vou postar menos por aqui :)





Porta super fotogênica a caminho do médico

Único lugar onde as crianças da festa não estavam brincando,


CRUSH, toda beleza tem sua imperfeição.



Festa de 15 anos. Queria dizer que não ter suco é bullying com quem não toma refrigerante. E sobrevivi com água! Como em todas as festas que não servem suco. E vamos que vamos.


Foto tirada pulando na cama elástica. Numa festa de 15 anos. Pode sim! 


Sobre um dos poucos dias em que choveu e ficou fresquinho e foi puro amor <3

É isso!

Outros "Fotos Aleatórias"  de 2015 aqui do blog :

Beijos e até o próximo post~


 
Desenvolvido por Michelly Melo.