Filmes que assisti recentemente

29/03/2016 Nenhum comentário
Eu decidi dar um tempo dos seriados e tentar ler mais e assistir mais filmes. Por enquanto li apenas um livro, mas nessa semana pretendo ler mais. Já os filmes, assisti bastante e é sobre eles que vou escrever hoje :)

Sociedade dos Poetas Mortos



Filme de 1989 e com o Robin Williams. Anos 80 e Robin, não tem como não gostar :)

O filme se passa em uma escola bem rígida, católica, que funciona como um internato. Tudo era sempre muito chato até que um ex-aluno volta para assumir o cargo de professor de inglês e as coisas começam a mudar um pouco.

Diferente dos outros professores, este incentiva os alunos a seguirem seus sonhos, a curtirem o dia, Carpe Diem. Seize the day... Suas aulas não eram muito bem vistas pelos outros professores devido aos seus métodos peculiares de dar aula e pelo fato de que ele incentivava seus alunos a pensarem por si só e "jovens de 17 anos não sabem pensar por si mesmos", disse um outro professor (ou algo parecido, não me lembro exatamente quais palavras ele usou, mas a ideia principal foi essa).

Quotes favoritos:

"-Vocês estão vendo estas fotos meninos? -Os jovens que estão nesses quadros, planejam revolucionar o mundo e transformar suas vidas em algo magnífico. Isso foi há 70 anos. Agora estão todos mortos. Quantos tiveram uma vida realmente feliz? Quantos realizaram seus sonhos? Aí o professor inclina para o grupo e murmura para que todos o ouçam: - Aproveitem o seu dia. Vivam o presente. "
"Carpe diem. Aproveitem o dia, garotos. Façam suas vidas serem extraordinárias."
"Mas somente em seus sonhos os homens podem ser livres. Sempre foi assim e sempre irá ser" 
"Oh capitain, my capitain" 


Um dia, eles acham o anuário do ano em que o professor estudou lá e na descrição do professor estava "Sociedade dos Poetas Mortos". O professor lhes explicou sobre o que se tratava essa sociedade e os alunos decidem revivê-la. E assim tudo começa acontecer.

Eu me envolvi com todos os personagens muito facilmente, a história é ótima e o final... Lágrimas. Muitas lágrimas. É um ótimo filme, recomendo que assistam.

Legalmente Loira


Eu nunca tive vontade de ver esse filme.Sempre que via a foto de capa do filme, de uma loira toda vestida de rosa com um cachorrinho na mão já imaginava que seria um daqueles filmes chatos de patricinhas. E bem, o começo é assim.

Elle sempre teve tudo o que quis. Era miss, presidente da fraternidade da faculdade, loira natural e cursa moda. Namora o cara mais lindo e sonha em se casar com ele, mas então ele termina com ela porque acha que, agora que ele irá estudar direito, precisa de alguém menos fútil com ele. 

Então ela decide entrar na mesma faculdade que ele (Harvard) para poder provar que ela não é nada fútil, sabe ser séria e é inteligente. Acontece que após entrar na faculdade ela descobre que Warner, seu namorado, já está noivo de outra garota. Então ela continua na luta pra recuperar o amor de sua vida.

Ela não recebeu muito apoio nessa jornada de ser advogada, e até pensou em desistir, mas então o apoio veio de uma professora que ela jamais esperava, o que deu forças para que ela continuasse sua jornada.

Provou para todo mundo que era mais do que apenas uma loira bonitinha que entedia de moda. Mostrou o poder que uma mulher pode ter. Esfregou na cara de todo mundo que ela podia fazer o que bem quisesse ao se formar em direito em Harvard!!

Amei esse filme, é uma comédia bem legal, recomendo que assistam :)


O Verão da minha vida


Duncan tem os pais divorciados e mora com sua mãe. Durante o verão ele viaja com a mãe, o insuportável namorado dela Trent (que sempre o menospreza) e sua filha. Sentindo muito deslocado entre a sua mãe, Trent e os amigos dele, ele acha uma bicicleta na garagem da casa de praia e sai pedalando pelas redondezas.

Em um desses passeios ele conhece Owen, que é dono de um parque aquático. Não demora muito para eles ficarem amigos, principalmente após ele começar a trabalhar no parque aquático.... Tudo isso em segredo da mãe hahaha.

Duncan, que sempre ficava na dele, aprendeu a ter voz, a se soltar.... Essa amizade realmente mudou o verão dele... Esse será um verão para nunca se esquecer....

Eu amei esse filme!

If I Had Wings


Alex é cego e sonha em correr na competição da escola. O pai já pediu várias vezes à treinadora, e ela sempre disse que não dava por ele ser um caso especial. Então ele perguntou, se o Alex tivesse um companheiro de corrida se ele poderia se juntar ao time, e a professora diz que sim (pois achava isso impossível, já que a competição começava em alguns dias).

O pai dele é um oficial de liberdade condicional, e consegue como parceiro para seu filho o Brad, que tem como passatempo fugir da lei... A mãe de Alex é contra toda essa ideia, mas esse é o sonho de seu filho e seu pai não vai parar de insistir.

No começo Brad e Alex não se dão muito bem, mas depois tudo começa a fluir ok, e surge então uma bela amizade. Ambos são muito velozes e tem como objetivo tomar o título do metidão da escola (não lembro o nome dele), que já foi 3 vezes (ou 2) campeão.

Muito bom, eu amei o filme.

Begin Again


Uma cantora/compositora se muda pra NY com seu namorado para acompanhá-lo em sua carreira. Ele está ficando muito famoso e começa a fazer tours. Em um desses tours ele a traiu, e quando ele volta e ela descobre eles terminam.

Um dia (na verdade, uma noite) ela estava cantando em um bar e acaba conhecendo um produtor que acredita que ela pode se tornar uma grande estrela. O problema é que este grande produtor foi demitido naquele mesmo dia então...

O filme gira em torno do fato de eles estarem fazendo o disco dela ao ar livre, com a ajuda de Cee Lo Green e de vários músicos independentes, além do melhor amigo dela.

Um filme com o Hulk, Adam Levine e a namorada do Will Turner em Piratas do Caribe. IMPERDÍVEL!

(Mark Ruffalo e Keira Knightley - Hulk e a Elizabeth :D)

Eu assisti muitos outros filmes, mas como este post está ficando um pouco comprido, falarei apenas desses.

Beijos e até o próximo post~

[Resenha] Sociedade dos meninos gênios - Lev AC Rosen

27/03/2016 Nenhum comentário

Sinopse:  Chantagem, mistério, confusões de gênero, coelhos falantes e um assassino autômato: mergulhe na trajetória de Violet Adams, que assume a identidade de seu irmão gêmeo para conseguir uma vaga na mais prestigiada universidade de Londres, que é exclusiva para meninos. Inspirado em clássicos como Noite de reis, de Shakespeare, e A importância de ser honesto, de Oscar Wilde, SOCIEDADE DOS MENINOS GÊNIOS traça um retrato pitoresco e provocativo da aristocracia vitoriana, oferecendo diversão, aventura e uma reflexão bem-humorada sobre a questão do gênero.

Páginas 542 (544 se considerar os agradecimentos finais)

Ano: 2014

Editora Novo Conceito

Autor: Lev AC Rosen

Título original : All Men of Genius


O livro se encaixa no gênero steampunk, que é um subgênero da ficção científica. De acordo com a Wikipedia,  "Trata-se de obras ambientadas no passado, no qual os paradigmas tecnológicos modernos ocorreram mais cedo do que na História real (ou em um universo com características similares), mas foram obtidos por meio da ciência já disponível naquela época - como, por exemplo, computadores de madeira e aviões movidos a vapor.”

Sabe o filme Ela é um Cara? A história do livro é basicamente a mesma, afinal de contas, ambas foram inspiradas no mesmo livro.

A personagem principal é a Violet Adams, filha de um renomado cientista. Possui um irmão gêmeo, Ashton, e possuem mais diferenças além do sexo. Ela é apaixonada peça ciência, passa a maior parte do seu tempo trancada no porão criando coisas, irritando bastante a governanta, Sra. Wilks, de sua casa por estar sempre sujando os vestidos de graxa, enquanto seu irmão adora poesias, artes, festas, charutos... Sua mãe morreu  no parto, então eles foram criados pelo pai, astrônomo um tanto ausente, e pela Sra Willks.

O sonho de Violet é poder estudar em Illyria, a melhor faculdade científica da época, mas tinha um pequeno problema:  o local não aceita a entrada de mulheres, pois o fundador acreditava que elas seriam uma distração para os estudos dos meninos. Mas isso não faz com que Violet desista.
Quando seu pai anuncia que ficará um ano fora, viajando na América, ela e seu irmão vão para sua casa na cidade em Londres, e então o plano entra em ação.

 Violet se candidata à uma vaga com o nome de seu irmão, que a ajudou a arquitetar todo o plano, afinal de contas ele é gay e precisa esconder isso pois a sociedade não aceitava, e por entender bem como é ruim não poder se mostrar por inteiro para a sociedade ele decide ajudar sua irmã.

“Com os ombros caídos, Violet pousou o lápis e começou a enrolar os esboços da dançarina mecânica. Franziu o cenho, pensando nela - o que mais as mulheres deveriam fazer, além de dançar e ter filhos? Ela e sua futura bailarina mecânica eram iguais. Não se esperava grande coisa delas, mas ali estava Violet, esforçando-se para esconder seu sexo e tentando provar que merecia uma oportunidade igual no mundo científico."
“Pouca coisa a satisfazia mais do que a sensação de metal na mão. Gostava de conceber novas invenções, sim, mas o que mais lhe dava prazer realmente era montá-las e sentir cada engrenagem e mola encaixar-se no lugar, sentir seus projetos ganharem vida e funcionar nas suas mãos. Tinha uma daquelas mentes raras que eram capazes de diferenciar, entre uma dúzia de molas aparentemente idênticas, a que era mais forte, a que tinha a maior flexibilidade, da que poderia de quebrar.”

Jack, o melhor amigo deles, está por dentro de todo o plano. Ele mesmo sendo um amante da ciência, se candidata também para uma vaga na faculdade. Uma alegria quando ele e Violet (se passando por Adam) são aceitos, pois assim pelo menos terão um ao outro nessa loucura.



O plano corre risco quando Cecily, a protegida do duque de Illyria, se apaixona por Violet, imaginando que ela seja realmente Ashton, e também quando Violet começa a sentir atração pelo duque.

Robores assassinos, bebedeira com os amigos, aulas e mais aulas, um porão misterioso... Manter esse segredo até a feira no final do ano será que Violet consegue?

Esse livro acaba de se tornar um dos meus favoritos. Ele trata de igualdade, das mulheres na ciência e também do homossexualismo de uma maneira leve...

Narrado em terceira pessoa, veremos também capítulos focados em outros personagens, e em coisas muito além de Violet. É uma história envolvente, apaixonante! Apesar de ser um pouco extensa e ter algumas partes que eu achei que ficaram meio sem conclusão, meio vagando na história... Fora isso, tudo perfeito.

Recomendo muito a leitura! E essa foi a recomendação de hoje J

[Resenha] Assassinato na casa do pastor - Agatha Christie

22/03/2016 Nenhum comentário

Como eu já disse, nessa resenha aqui, eu tenho muito medo dos livros da Agatha, pois o primeiro livro escrito por ela que eu li me deu pesadelos. Isso quando eu conseguia dormir né... Então eu fiquei um pouco traumatizada. Mas então eu li Assassinato no Expresso do Oriente, não senti medo e fiz as pazes com a Agatha! E então minha amiga  ~olá Fer~ disse que tinha um livro dela que não era muito assustador e topei tentar. E assim comecei a ler Assassinato na casa do pastor.

Sinopse: St. Mary Mead. Um pacato vilarejo onde há quinze anos não ocorre um homicídio e onde as pessoas discutem a vida alheia tomando chá. Quando um sangrento crime acontece em plena casa do pastor, o alvoroço é grande. O arrogante inspetor Slack é escalado para investigar o caso. O mistério também intriga uma discreta moradora que gosta de jardinagem e de observar pássaros de binóculo, mas cujo principal hobby é o estudo do comportamento humano: Miss Marple. A estreia da sagaz velhinha, o aparecimento de personagens inusitados e a engenhosidade da trama fazem deste romance de 1930 um dos clássicos de Agatha Christie.
Páginas:  288
Editora: L&PM
Versão pocket – livro de bolso
Edição: 2010
Como a sinopse já disse, no vilarejo onde a história se passa não acontece muita coisa de interessante, e o passatempo mais popular é fofocar sobre a vida alheia. Ou seja, normalmente as pessoas sabem muitas coisas sobre as outras, como por exemplo onde a pessoa estava de hora tal a tal do dia tal, o que facilitou um pouco na hora da investigação.



O assassinato foi realmente um choque. Uma pessoa bem conhecida foi assassinada (e como diz o título do livro) na casa do pastor. Como vocês podem imaginar isso causou um enorme alvoroço  Fiquei surpresa com o fato de que o assassinato aconteceu bem no começo da história.

Durante todo o livro o pastor e sua vizinha ajudam os investigadores com o todo processo de investigação. São tantas reviravoltas e tanta coisa acontece ao mesmo tempo que eu fiquei bem surpresa com o final.


Dessa vez o investigador não foi o mesmo dos dois últimos livros que eu li (o Hercule Poirot) e sim outros dois investigadores os quais eu não lembro o nome :/


Eu recomendo muito a leitura desse livro. Se você tem muitooo medo de romances policiais que envolvem morte e suspense, fique tranquilo porque a leitura é bem leve. Eu sou bem medrosa e li tranquilamente.

Bom, é isso, espero que tenham gostado!
Beijos e até o próximo post~

Meghan Trainor - NO

21/03/2016 Nenhum comentário

Nunca curti muito a Meghan... Na verdade eu meio que teimava em não ouvir suas músicas... É sempre assim, nunca gosto de nada quando tá todo mundo gostando, mas...



Estou viciada nessa música.


"Meu nome é não,  meu sinal é não, meu número é não, você precisa parar com isso".

Letra e tradução em Mais Informações.

O pôr-do-sol

12/03/2016 Nenhum comentário

Tenho tentando relaxar. Me sentir bem. Calma. Leve. Devo confessar que não tem dado muito certo, mas não há muito mais que eu possa fazer, afinal de contas, estou me esforçando e tentando fazer dar certo.

Apenas uma coisa funcionou até agora. Observar o céu. Principalmente durante o nascer do sol e pôr-do-sol. 

Coloco meus fones, ligo na playlist “paz” que tenho no meu celular, se possível eu sento, senão apenas fico de pé mesmo, observando.

“A beleza está nas pequenas coisas” eles dizem, “observe as coisas mais simples” eles dizem... Algo tão maravilhoso não é pequeno e nem simples. É um espetáculo grandioso e vale a pena ser assistido. É como se por um momento todas as minhas energias fossem renovadas.


E depois do pôr-do-sol, o céu escurece, mas se enche de estrelas, e o espetáculo continua. Ele nunca para.




O guardador de rebanhos


Eu nunca guardei rebanhos,
Mas é como se os guardasse.
Minha alma é como um pastor,
Conhece o vento e o sol
E anda pela mão das Estações
A seguir e a olhar.
Toda a paz da Natureza sem gente
Vem sentar-se a meu lado.
Mas eu fico triste como um pôr de sol
Para a nossa imaginação,
Quando esfria no fundo da planície
E se sente a noite entrada
Como uma borboleta pela janela.
Mas a minha tristeza é sossego
Porque é natural e justa
E é o que deve estar na alma
Quando já pensa que existe
E as mãos colhem flores sem ela dar por isso.
Como um ruído de chocalhos
Para além da curva da estrada,
Os meus pensamentos são contentes.
Só tenho pena de saber que eles são contentes,
Porque, se o não soubesse,
Em vez de serem contentes e tristes,
Seriam alegres e contentes.
Pensar incomoda como andar à chuva
Quando o vento cresce e parece que chove mais.
Não tenho ambições nem desejos
Ser poeta não é uma ambição minha
É a minha maneira de estar sozinho.
E se desejo às vezes
Por imaginar, ser cordeirinho
(Ou ser o rebanho todo
Para andar espalhado por toda a encosta
A ser muita cousa feliz ao mesmo tempo),
É só porque sinto o que escrevo ao pôr do sol,
Ou quando uma nuvem passa a mão por cima da luz
E corre um silêncio pela erva fora.
-Fernando Pessoa
 

Take your time

07/03/2016 Nenhum comentário

Pare, respire.
Pense, observe.
Inspire bem fundo, expire fortemente.
Pare e observe.
Veja tudo ao teu redor.

Há beleza até mesmo nas coisas mais simples.
Na verdade, acredito eu que essa seja a forma de beleza mais verdadeira.
A beleza das coisas simples, pequenas.

Tire tempo para você mesmo.
Pegue uma porção do seu tempo para se observar.
Para cuidar de si mesmo, do seu corpo, de sua alma.

Mas não se esqueça de usar um porção do seu tempo 
para observar toda a beleza da vida ao seu redor.

Pare e respire.
Todos precisamos de um tempo.




 
Desenvolvido por Michelly Melo.